DESABAFO DE UM ALUNO

desabafo-professor

 

Lamento não ter aprendido mais do que sei...
Quando era criancinha, pensava em ser doutor, mas não consegui romper as barreiras sociais que sempre são mais generosas com quem já tem o bastante e tiram o pouco dos que ainda não têm nada.

Lamento ter sido mal alfabetizado...
E agora não interpretar direito o que os textos querem me dizer. Quanto a escrevê-los? Bem... Este desabafo foi o único que arrisquei.

Lamento não ter tido bons professores o tempo todo...
Alguns, sempre mal humorados, não estavam dispostos a me ajudar. Outros sabiam demais, sabiam tanto que fiquei com vergonha das minhas dúvidas perguntar.

Lamento não ter aprendido vários idiomas...
Não por incapacidade minha, mas por não ter tido matéria nas poucas aulas que tive de Língua Estrangeira. Lembro-me das raras vezes que vi o professor de inglês. Ele só me ensinou o verbo TO BE. Ainda me recordo um pouquinho, porém isso não me dá uma base sólida no assunto.

Lamento não saber direito minhas origens...
E não conseguir me situar entre os continentes. Além disso, carregar comigo um ar preconceituoso de quem não entende os “porquês” da vida, pois nunca apreendi direito o que os professores de Filosofia, História e Geografia queriam me ensinar com aquelas palavras estranhas.

Lamento ter que contar com a ajuda da calculadora até para os cálculos mais simples...
Eu acho que os professores de Matemática fizeram o que podiam, passando comigo alguns minutos por semana - quando não estavam em greve. Mas, isso não foi o bastante... Tentava estudar em casa, porém nesse momento da minha vida já tinha que trabalhar fora para me sustentar.


Lamento acima de tudo:
Não conseguir, com minha pouca bagagem, uma boa colocação no mercado de trabalho;
Não passar nas entrevistas;
Depender de programas governamentais para o básico;
Não conseguir colocação nos concursos públicos;
Não ter realizado meus maiores sonhos;
Não poder oferecer aos meus filhos uma educação diferenciada da que recebi;
E, principalmente, não conseguir sustentar minha família.

Lamento ter participado de um sistema educacional fraco, com ideias que não funcionam e profissionais que insistem em só acreditar nelas.
Olhem pra mim! Eu sou o resultado dele!
Lamento tudo isso que me levou a outro sistema: o prisional. Este sim funciona.

Ao ver meu filho de apenas alguns meses chorando de fome no colo da mãe, entrei no primeiro supermercado, segui em direção ao leite que ele precisava e saí sem pagar...
Resultado: Art. 155 do Código Penal - Subtrair, para si ou para outrem, coisa alheia móvel.
Pena: reclusão, de 1 (um) a 4 (quatro) anos, e multa.

Foi a primeira vez que entendi um pouquinho da lei do meu país, porque esta é a pena que estou cumprindo agora.
Peguei a pena máxima porque bati em um segurança que veio me tirar o leite da mão.
Não queria machucá-lo, mas precisava levar o alimento para meu filho que estava com fome.
Além disso, não tive advogado pago. O advogado que me defendeu chegou em cima da hora à audiência com o Juiz e não teve tempo para formular minha defesa.

Agora... Só não sei como vou fazer para pagar a tal multa.
 
Como lamento não ter me formado para doutor...
Como lamento!