Planeta Terra ano de 2.912 D.C

planeta-terra


- Planeta Terra ano de 2.912 D.C –

(Daqui a aproximadamente 900 anos)

 

Uma gigantesca espaçonave pousa em ruínas na divisa dos Estados do Rio de Janeiro e São Paulo.

Ouvem-se alguns ruídos vindos do interior do enorme aparelho de locomoção extraterrestre:

-Aqui é a Delta Z! Delta Z, chamando... Câmbio?

Após alguns segundos, ouve-se a resposta da base que se encontra no planeta de origem da espaçonave:

-Aqui é a Base. O que encontrou aí Delta Z? Câmbio.

-Bem... Estamos chegando agora, conseguimos um pouso forçado entre muitos escombros, a tripulação se prepara para descer e verificar a real situação do Planeta Cinza.

-Tudo bem. Ficaremos no aguardo por notícias. Desligando, base.

Após alguns minutos, que foram o bastante para a verificação do Planeta Cinza pela tripulação de inteligência superior, o comandante da missão tenta fazer um novo contato com a base em seu planeta de origem:

- Aqui é Delta Z. Base, responda! 

- Base falando. Prossiga Delta Z. Qual a situação do Planeta Cinza?

- Deplorável! Descreverei fazendo uma síntese das circunstâncias do local.

- Tudo bem, Delta Z, pode falar que estamos gravando.

- Ok! Passando relatório geral: informo que há muitos escombros. Cinzas. Lixo. Parece que há muitos anos houve um incêndio causado por soluções inflamáveis, responsável por parte da destruição que vemos agora. Está tudo registrado nas gravações que estamos encaminhando.

Também existem vestígios de produtos que eram despejados nas nascentes das águas, acabando com a água potável deste planeta. Pelas amostras analisadas, diria que não existe a menor possibilidade de haver uma gota de água pura por aqui.

Verificamos, além disso, que as vegetações que necessitavam de água e ar puro foram atingidas e contaminadas causando a morte das mesmas.

Sobre os animais, estamos levando amostras de fósseis para serem analisados. Alguns são quadrúpedes, outros bípedes, outros rastejantes. O planeta tinha tudo e acolhia a uma grande diversidade de seres vivos, mas não encontramos nenhuma amostra viva para estudar.

Existe muita fumaça ainda, uma massa cinzenta que encobre o Planeta. A mesma é responsável pela atual coloração que vemos a milhares de quilômetros daqui.

O Planeta Cinza não é somente cinza, existe também em alguns locais tons de preto e marrom entre os escombros. Provavelmente, esta paisagem fora definida após o grande incêndio.

Os cientistas presentes na tripulação após algumas análises chegaram a algumas conclusões:

  • A água que agora carrega este tom acinzentado sem os tóxicos nela presente tinha tudo para ser incolor e inodora;
  • Sem tamanha poluição, com certeza, este planeta poderia ser conhecido anteriormente por Planeta Azul.

- E quanto à vida? Existe vida no Planeta Cinza, Delta Z?

- Anteriormente, com certeza, mas agora... É Impossível - lamentaram os cientistas.

- Escombros, fumaça, poluição... É tudo que vemos por aqui!

O pouco de água que conseguimos encontrar está infestada por agentes poluentes impedindo qualquer manifestação de vida nela, o solo está impregnado com agentes tóxicos, o que impossibilita o desenvolvimento de qualquer ser vegetal e o ar está carregado de fumaça de tom acinzentado que transporta mais de 10.000 toxinas diferentes.

Impossível algum organismo vivo resistir a isto!

E quanto a nós... Voltaremos agora!

 Acabei de ser informado por nossos cientistas que alguns dos agentes poluidores aqui encontrados podem facilmente contaminar nossa tripulação. Estamos de partida imediatamente.

- Positivo, Delta Z. Volte agora mesmo para cá. Não podemos correr o risco de acabar como nossos irmãos intergalácticos.

Mas, o que realmente pode ter acontecido a eles?

- Nossos cientistas informaram que possivelmente o planeta foi invadido por alguma espécie que, no ímpeto de se perpetuar, acabou por destruir tudo por aqui. Com certeza eles não respeitaram as leis naturais e muito menos a natureza. Queriam modificar tudo ao bel prazer:

  • Construir grandes edificações;
  • Alterar o ciclo natural da vida;
  • Poluir todo o planeta com o lixo que produziam;
  • Destruir tudo que pensavam ser obstáculo para suas ambições;
  • Matar os outros seres porque se achavam superiores a todos os outros seres vivos existentes aqui.

Infelizmente, o Planeta Azul não suportou tamanha intervenção e acabou desfalecendo nas mãos dessa espécie ambiciosa e destruidora.

Só lamentamos que um Planeta com o potencial que este tinha acabar desta maneira.

- E que espécie foi esta Delta Z? Os cientistas conseguiram identificá-la?

- Bem... Ainda não temos os dados definitivos, mas suspeitamos de uma espécie em particular, pois no pouco tempo que passamos aqui recolhemos um fóssil entre os escombros e conseguimos rastrear através do nosso super-rastreador restos mortais semelhantes a ele em todo o solo do Planeta Cinza.

Os fósseis dessa espécie estão por toda parte. Parece que todos morreram com o grande incêndio causado pela combustão de agentes tóxicos.

Eram bípedes, alguns alcançavam pouco mais de dois metros de altura, eram seres pouco evoluídos, pois até seres com evolução mediana não destroem o próprio habitat.

Nossos cientistas os apelidaram de HUMANOS, mas depois formalizarão outra nomenclatura:

SERES IRRACIONAIS,

SERES DESTRUIDORES,

SERES POLUIDORES...

O que acha?

- Quando vocês chegarem da missão, decidiremos isso. Agora só temos a agradecer por essa espécie não estar mais entre nós. Com esse poder de destruição e com tanta ambição em poucos anos, eles acabariam conosco e com toda galáxia.

- Retorne imediatamente Delta Z!

- Positivo, Base! Retornando imediatamente! Cambio desligo.

 

É ISSO QUE QUEREMOS PARA O FUTURO DO NOSSO PLANETA E DA NOSSA ESPÉCIE?

 

MEDITE E FAÇA SUA PARTE PARA A CONSERVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE!