URSO URIEL, BOLA DE MEL


uriel

 

 TURMA DA LETRINHA EM: Urso Uriel, bola de mel

            - Urso Uriel, bola de mel!

- Urso Uriel, bola de mel! 

Esse era o coro dos amiguinhos do urso Uriel. Eles sorriam e gritavam por ele ser grande e gordinho.

            - Snif... Snif... – chora Uriel, tentando se esconder em um cantinho.

            - Por que você esta chorando, urso Uriel? - fala a abelhinha Ana, ao ver seu amigo triste.

- Ana, todos me chamam de urso Uriel, bola de mel. Só porque eu sou grande e gordinho.

- Nossa, não fique triste. As pessoas não são iguais. Somos todos diferentes e temos que aceitar e respeitar também as diferenças das outras pessoas.

Animada, continua a abelhinha a explicar: 

- Você já pensou se todos nós fôssemos iguais?

- Bem! Eu acho que seria muito ruim, abelhinha Ana. Eu acho que nem saberíamos nos diferenciar uns dos outros.

 - Isso mesmo, Uriel. Então, não fique triste, pois você é diferente dos outros e, por isso mesmo, é tão especial.

        Naquele mesmo dia, enquanto os amiguinhos do ursinho brincavam perto do riacho, veio uma forte chuva e derrubou a ponte que ligava a floresta à cidade. 

Por causa, da queda da ponte, todos ficaram presos sem poder passar.

-Socorro, socorro! - gritam desesperados. Não sabiam o que fazer para atravessar o riacho sem a ponte.

Ao ouvir os berros de socorro, a abelhinha Ana se preocupa e começa a seguir os gritos.

-Abelhinha Ana, você foi a única que nos ouviu. Você precisa nos ajudar. Por favor, busque socorro.


uriel 2

 

-Tudo bem! Eu vou buscar ajuda! - fala desesperada a abelhinha.

- Urso Uriel, urso Uriel! – quase sem ar, grita ela.

- Socorro! Nossos amiguinhos estão presos do outro lado da ponte. A ponte desabou com a forte chuva que caiu. Eles precisam de você. Vamos lá, vamos lá! – fala a abelhinha Ana com o urso Uriel, tentando apressá-lo.

 

Ao chegar ao local da ponte, começaram a conversar sobre como poderiam ajudar os amiguinhos a atravessar para o outro lado.

-Tive uma ideia! – grita ansiosa a abelhinha Ana. 

-Tem um tronco ali. Podemos usá-lo como ponte para todos atravessarem. Mas quem vai conseguir carregá-lo? Esse tronco é muito pesado!

- Eu consigo! – esbraveja o urso Uriel, já se direcionando para perto do tronco.

Sem dificuldade, o urso Uriel pegou aquele grande pedaço de árvore com as duas mãos, levando-o com muito cuidado ao local da ponte.

Após apoiar e se certificar de que era seguro, Uriel organizou a travessia de todos os amiguinhos. Eles estavam salvos.

Na mesma hora, todos pediram desculpas para o urso Uriel. Prometeram que não iriam mais sorrir dele, pois foi justamente por ele ser forte e grande que conseguiu salvar os outros ursos daquela difícil e complicada situação.

uriel 3