CONFESSO

345449

 

CONFESSO

 

 

Confesso sobre juras mil!

 

Confessarei, 

Pois sei que mais louvável será confessar 

A morrer de remorso por não tentar me justificar.

 

Confesso...

Confesso que não me entreguei como deveria.

Confesso que não senti com a intensidade que o momento me exigia.

 

Confesso...

Confesso que não amei como devem os poetas amar.

Confesso que não acompanhei o rítmo do coração de quem me adorava.

 

Confesso...

Confesso que não dei valor a quem deveria apreciar.

Confesso que não tive coragem para de corpo inteiro me entregar.

 

Confesso...

Confesso não ter sido sensível às lágrimas de outrem que se derramavam.

Confesso ter sido egoísta, causando dor aos que me amavam.

 

Confesso...

Confesso além de tudo que não retribui com gratidão a quem deveria.

Confesso que não fiz o bem a quem merecia.

 

Confesso...

Confesso ter sido uma péssima amante,

Confesso ter sido uma estúpida amiga,

Confesso ter sido uma ingrata filha.

 

Confesso...

Confesso para me regenerar,

Confesso para outra oportunidade ganhar,

Confesso querendo meus erros consertar.

 

Sim...  

Eu Confesso!