CONFIANÇA

devushki-zhenschina-lico-luna

 

 

SONETO À CONFIANÇA

 

A confiança é clara e pura, como a água cristalina,
Como diamante, no qual não pode haver ranhura.
E se um dia trincada, dissolverá qualquer aliança,
Jamais haverá em seu conserto plena segurança.

 

É preciso senti-la firme  e  com muita esperança,
Pois nela não existe uma qualquer desconfiança.
E no dia em que seu crédito e a firmeza lhe faltar, 
Tudo aquilo que ela representa não mais existirá.

 

É tão árduo e laborioso tal sentimento construir,
Muito tempo é necessário para a mesma eclodir,
Mas tão melindrosa, que inverdades a fará ruir.

 

Sua singularidade é tamanha que leva-me a refletir:
Temos que cuidá-la por inteiro sem deixá-la ferir,
Pois só uma vez a teremos ou a deixaremos partir.