A QUEM SE FOI


A QUEM SE FOI 

A juventude que se finda, o sorriso que ficou...
Planos incompletos, demudados para um maior.
Foi cumprir outra missão, uma que está além,
De incógnitas variantes e ininteligíveis d'aquém.
 
Tua energia vibrante, agora ao espaço contagia,
E habita o universo dos sonhos indeclaráveis...
E lá de cima cuidas dos que lamentam tua perda,
Tão distante, mas tão perto... Velando corações!

A nota "adeus", não se encaixa na sinfonia dos céus,
"Até breve" entoaremos, pois o veremos ainda brilhar,
Com esplendor mais reluzente... Juntinho de Deus!
 
Estrela que és, doravante ensaias uma constelação,
Que para ti dedicam uma mágica e terna melodia...
E a nós diletantes caberá: Nunca cessar tua canção!